terça-feira, 29 de junho de 2010

Aperto no peito

S. Osmar, no dia em que Nêga ganhou a camisa do Brasil

Quem não tem nada, o que tem a perder? Muito. Nessa madrugada um carroceiro furtou a cachorra Nêga, que morava debaixo do viaduto do Pacaembu, junto com seu Osmar e dona Célia. Eles moram em uma grande caixa de papelão. A castração da cachorra já estava marcada, assim como o exame prévio de sangue. Ao passar por lá logo cedo para avisá-los, vi seu Osmar chorando, encolhidinho na única cadeira que tem, quando relatou o furto. D. Célia ainda completou, como toda boa mãe de cachorro: “é minha filha, e agora?”. Não soube responder, só torço para Nêga, esperta como é, conseguir escapar do carroceiro e achar o caminho de volta.

5 comentários:

Gigi e Lola disse...

Oiiiii, passando para desejar uma ótima tarde!!!

Lambeijokas

Lola

Aline disse...

ai.. eu ja passei por isso e sei o quanto é terrivel essa sensação!

resgatei uma cadelinha e me roubaram ela de onde ela estava sendo cuidada.. dps ela apareceu perto da minha casa, e agora ela fugiu de novo..
=//

é uma dor sem fim e imagino como ele esteja se sentindo sem a sua Nêga!

que São Francisco a proteja!

Aline disse...

ai.. eu ja passei por isso e sei o quanto é terrivel essa sensação!

resgatei uma cadelinha e me roubaram ela de onde ela estava sendo cuidada.. dps ela apareceu perto da minha casa, e agora ela fugiu de novo..
=//

é uma dor sem fim e imagino como ele esteja se sentindo sem a sua Nêga!

que São Francisco a proteja!

Espaço do Théo disse...

Puts meu! Tanto bichinho sem dono na rua e um infeliz vai levar justo essa pequena que já tinha família?
Por isso que eu digo : Tem ser "humano" que não tem necessidade alguma de existir na Terra!
Que São Francisco a ajude a fugir e achar seu cantinho novamente!

Mutante disse...

puta sacanagem, era parte da família para o pobre homem... com tanto cachorro o cara vai pegar justo essa que já era amada?
humpf!